Viadagem

Eu gostaria muito de estar escrevendo sobre o Flamengo para analisar o jogo (horroroso) e o vexame do embate contra o Botafogo no último domingo. Infelizmente não é possível, porque o bagulho está indo para o buraco.

Sabem aquele clichê da conversa de ‘homem para homem’? Pois está faltando vergonha na cara, para dizer o mínimo, pelos lados do Ninho do Urubu.

Começou com a coluna do fofoqueiro mor, Renato Mauricio Prado, na sexta-feira.

– Ninguém gosta de técnico que dá bronca o tempo todo. Ninguém corre por ele. É o que está acontecendo aqui. Atualmente, corremos por nós mesmos. E, claro, o ambiente não é bom. Deve ser por isso que ele (o treinador) não tem durado mais que um ano nos últimos clubes por onde andou…

Já não lembro mais se foi no sábado ou no domingo que, em outra coluna, saiu a nota de que Luxemburgo já não agüenta mais o Gaúcho e vice-versa.

Pombas, que viadagem é essa? Todo mundo passando recado por jornal? Cadê a postura, cadê a hombridade? E esse bando de jornalista que devia ir trabalhar no TV Fama em vez de cobrir futebol, dando espaço pra essas palhaçadas?

A verdade é que Luxemburgo ganha uma fortuna pra comandar o time. E parece que não consegue. Além do recado passado pelo fofoqueiro, basta ver os caras em campo e reparar que não há sequer uma jogada ensaiada, pra dizer o mínimo. É verdade que chegou a mostrar evoluções em um ou outro jogo, mas a impressão é que azedou.

Mas o profexô não é o único culpado. O dentuço tem sua vida mapeada por torcedores que o encontram em todos os lugares possíveis, de pagodes e boates ao futevôlei na beira da praia. Ele não falta a treinos nem a jogos, mas não joga nada e com olheiras cada vez maiores. Não sei vocês, mas nunca esperei que ele voltasse a fazer por aqui o que o consagrou em Barcelona. E também nunca imaginei que ele fosse decidir jogos importantes, porque sempre foi pipoqueiro, sempre se escondeu na hora da decisão. Mas, daí a não jogar nada?

O sujeito pode fazer o que quiser de sua vida, mas precisa se garantir. É famosa, por exemplo, a história de que Romario foi proibido de viajar ao Rio para o Carnaval, quando jogava pelo Valencia. E fez a aposta: se fizesse três ou quatro gols (não lembro) na última partida antes da festa de Momo, seria liberado. O cara já foi para o estádio com a mala de viagem, fez os gols e nem se despediu. E é claro que o baixinho não é o único exemplo.

Vale registrar que Ronaldinho não é o único que joga mal e vai para a noite. Em todos os lugares em que é visto (e fotografado ou filmado), há pelo menos mais um ou dois companheiros de elenco. O problema é que o sujeito ganha mais de um milhão por mês. E a cobrança é, naturalmente, proporcional.

A questão é simples: o nível do Brasileirão, apesar do grande equilíbrio, é baixo. Então, basta se organizar um pouquinho e tomar um tanto de vergonha na cara para levar o caneco. E nós temos time pra isso. Os cavalos paraguaios, como sempre, vão perder o fôlego. Mas há que abrir o olho.

De quebra, uma lembrança do amigo Lessa em conversa ontem à tarde. Patrícia Amorim é política profissional e conquistar um brasileiro pelo Flamengo ajudaria muito em qualquer campanha na cidade. Então, ela vai resolver. De quebra, ele diz, se o clima azedou, não é nada difícil que ela ponha alguém no lugar do Luxa que ature as farras dos jogadores. E que, em compensação, os caras (e principalmente o cara) voltariam a jogar bola de verdade. Hummm, tem uma boa lógica aí. Ele falou até na volta do Andrade (pela experiência com a turma do Adriano), mas lembrou que é pura especulação. Não quero nem saber, só quero que o negócio se resolva.

P.S. 1: Bottinelli comeu cocô no café da manhã de domingo?

P.S. 2: até quando a diretoria do Flamengo acha que vai enganar a torcida anunciando que fez proposta por esse ou aquele jogador? Love foi para acalmar a torcida que ficou sem Adriano; André para encobrir a não vinda de Love; Kleber para a não vinda de André. Quem será o próximo?

P.S. 3: faltam 33 jogos para o hepta. Tempo, ainda, mais do que suficiente.

Anúncios

4 comentários em “Viadagem

  1. Por falar em viadagem, a ausencia do Renato nos programas do SPORTV empobrece muitissimo o programa. O humor do Galvao nao funciona.Ele alem de centralizador( medo da sombra) beira a grosseria Sai uma jornalista que sempre acrescenta algo e fica a mesmice. Que fazer?

    Curtir

  2. Tudo é mau negócio pro Flamengo. Se demitir Luxemburgo, vai arcar com multa milionária de rescisão de contrato e ter que pagar alto por qq um q vier, pois está no desespero. O mesmo vale pros jogadores a serem contratados. E acho que outro grande problema pra Ronaldinho é que ele já foi descartado da Seleção. É, foi o vovô Zagallo que falou, mas só foi o porta-voz do inconsciente coletivo da CBF. Aí, qq motivação vai pro espaço.

    Em tempo: concordo que deve se cobrar do maior salário de maneira proporcional, mas de forma coerente. Se chegou da noite e foi treinar ou jogar direto, caso não corresponda, deve ser cobrado. Mas ontem era dia de folga do cara e não queriam sequer que ele saísse de casa? Temos que exigir, mas dentro da razão, ou fica um bando de críticas no mesmo balaio (construtivas ou fofoqueiras, como disse o Sirelli).

    Curtir

  3. Nessa briga, fecho com o técnico. “O cara” não quer jogar com o Luxa e também não jogará com Andrade ou qualquer outro escaldor de time que vir. Opto pelo técnico de verdade.

    Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s