Carnaval desbotado

Então, está chegando ao fim a quarta-feira de cinzas e, oficialmente, o carnaval (apesar de todos os blocos do final de semana, além dos desfiles das escolas campeãs no Rio, em São Paulo e sei lá mais onde).

Por aqui, Beija-Flor campeã de novo. E será que alguém ainda vai aparecer para tentar me convencer que esse negócio é sério? Porque, com todo o respeito que todo mundo merece, ganhar o campeonato com aquele desfile desenxabido é, no mínimo, uma grande piada.

Aí, alguém dirá que foi ‘tecnicamente perfeita’. Desculpem, mas não cola. Foi tão descarado que nunca vi (não lembro e não pesquisei) diferenças tão grandes entre os resultados finais. Algumas notas foram simplesmente desavergonhadas, como penalizar o melhor samba do ano, da Imperatriz ou as notas de alegorias e adereços da Mangueira. De quebra, ainda sacanearam a Porto da Pedra, que encontrou em Maria Clara Machado um enredo brilhante e fez um desfile belíssimo.

Outra grande piada é o Salgueiro – depois de tudo o que aconteceu, dos buracos e da correria por causa de problemas em dois carros – terminar em quinto e voltar no desfile das campeãs.

O resultado anunciado hoje, pra mim, só serviu para tirar boa parte do brilho do carnaval, desbotando suas tantas e tão lindas cores. No fim, a melhor frase do dia sobre o resultado foi dita pelo carnavalesco da Unidos da Tijuca, quando perguntado sobre o enredo da escola para o carnaval de 2012.

Queria fazer Madonna, mas acho que vou fazer Neguinho da Beija Flor

Paulo Barros

 

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s