Gambiarra

Deu merda, todo mundo já está cansado de saber. Até agora, 13h de 19 de janeiro, 715 mortos e mais de 200 desaparecidos.

Então, antes de sair bostejando qualquer coisa por aí (minha especialidade como vocês sabem), é bom seguir por partes. Porque é preciso reconhecer que com o que choveu, o quanto e no tempo que foi, haveria problemas sérios de qualquer maneira. Ou o centro de Friburgo, por exemplo, não teria sido destruído.

Mas isso não pode esconder o fato de que qualquer tragédia provocada por chuva não tem qualquer sistema de prevenção depois de tantos e tantos avisos, há décadas; não pode esconder a nulidade do estado e a inexistência de qualquer política séria de ocupação do solo em qualquer lugar e por qualquer classe social.

Dito o óbvio, chega a ser cômico ver os discursos de autoridades sobre o que será feito a partir de agora, as providências, os novos planos etc etc etc. Como o novo plano do nosso prefeitinho, aquele que passou anos se preparando para ser o melhor prefeito da história do Rio de Janeiro.

Vejam que ele anunciou a instalação de um sistema de alertas contra tempestades na cidade. Basicamente, instalação de sirenes em áreas de risco que tocarão quando for necessária a evacuação de uma área ou outra. Além disso, contará com a colaboração de quase dois mil agentes comunitários da Defesa Civil que vivem em 25 das 117 favelas com alto risco de deslizamento (essa última informação veio do Globo).

Legal né? Você está em casa, naquele barraco que você sofreu para construir ou se mata para pagar o aluguel, em cima daquele morro que pode vir abaixo a qualquer momento. De repente, vai tocar uma sirene ou alguém baterá à sua porta e você deverá sair correndo para não morrer. Muito legal… E se vier abaixo e sua casa não cair, você pode voltar assim que parar de chover e continuar vivendo à beira de um abismo. Pensando bem, é duca!

Não sou (completamente) louco e é claro que é melhor sair correndo do morro e até perder tudo, mas continuar vivo. Com ou sem sirenes. Agora, por que ninguém fala em resolver o problema de verdade? Por que só fazem gambiarras? A existência de qualquer favela é um absurdo. Em áreas de risco, mais ainda. Reconhecida assim pelo poder público, a ponto de ter uma ou mais sirenes instaladas por lá… Nem sei o que dizer.

Aliás, é melhor não dizer nada. Afinal, temos o melhor prefeito da história da cidade, o melhor governador da história do estado, tivemos por oito anos o melhor presidente da história desse país e estamos no início de mandato da melhor presidenta da história da humanidade.

Quase mil pessoas morreram por causa da chuva? Acidentes acontecem, né não?

Anúncios

Um comentário em “Gambiarra

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s