Há que se ter…

Ando tentando não falar e, de certa forma, até não pensar em Flamengo. É que tenho uma tendência a ser meio que profeta do apocalipse e a situação do time não é nada boa. Aliás, depois de tantos jogos sem vencer, ter em Kleberson o herói de um empate que quase foi vitória… Tá feio mesmo.

O que é estranho. Porque se olharmos para o time, jogador a jogador, dá pra ver que apesar do Val Baiano, não era pra estar como está. O time não é pior que a média dos outros times do campeonato. Mas alguma coisa não está encaixando.

Que a preparação física é um problema sério, é óbvio. O time anda em campo, já no primeiro tempo. E com uma média de idade alta mais um monte de gente que chegou muito fora de forma, não pode mesmo dar certo. Mas não é só isso.

Antes era o Rogério. Com sua completa inaptidão para ser técnico de futebol, foi – aos poucos – destruindo o pouco que sobrou do time deixado pelo Andrade. Que se na mão do tromba já andava rateando, com o ex-zagueiro foi pro saco.

Aí chegou o Silas, precisando lidar com um monte de reforços (?) fora de forma e mal ambientados.

Bom, ainda acho que o Flamengo é incaível, se é que a palavra existe. Como disse, o time não é tão ruim assim. Mas há que se mudar o espírito, o clima, a sorte etc etc etc. Há, resumindo, que se honrar o manto que se veste. E como diria um amigo muito delicado, para isso “há que se ter colhões”

Andrade

Não sei se todo mundo viu a entrevista dele ao Esporte Espetacular de domingo. Eu vi e fiquei chocado. Tirando a parte em que chega levantar o tema do racismo, todo o resto só serviu para se diminuir, se rebaixar mesmo. Não entendi como é que ele foi se prestar ao papel. De quebra, uma vergonha descobrir que o Flamengo ainda deve dinheiro pra ele, entre algum salário e prêmios do Brasileirão.

A gente sabe, correm as notícias de que a gestão de Patrícia Amorim e, de quebra, Zico tem enfrentado muitos problemas e bombardeios internos, mas há coisas que não se pode deixar acontecer. Porque se não bastasse toda a história do Andrade no clube como jogador, ele foi o técnico que levou o time a sair da fila de 17 anos do título nacional. Pombas, há que se ter vergonha na cara!!!

Mas apesar de não ter gostado nada da entrevista, do modo e do clima com que foi feita, parece que ajudou a melhorar alguma coisa. Notícia de hoje, o tromba está negociando com o Ipatinga (MG), com a ajuda de Nei Franco, o fundador da república do pão de queijo da Gávea, de quem foi assistente. Tomara que dê certo. O time um pouquinho pior que horroroso é lanterna da série B e não tem grandes expectativas. Seria uma boa maneira de começar uma carreira independente de qualquer vínculo com o Flamengo. Se salvar do rebaixamento, ótimo. Se não, tudo bem. Terá voltado para o mercado, batendo cabeça como qualquer técnico em início de carreira. Boa sorte ao nosso eterno camisa 6.

Anúncios

Um comentário em “Há que se ter…

  1. Sei não… mesmo com o problema do “fogo amigo”, sabotagem de tudo o que é lado, periga do Flamengo estar inaugurando a diretoria chinelinho. Acho que a presidenta está pagando a fatura da “governabilidade” cobrada pelo “PMDB” da gávea.
    .
    Sobrou Saint-Exupery e faltou Sun-Tzu e Maquiavel na cabeceira.
    .
    Sobrou plutão para ela mandar, mas esse nem planetinha mais é.

    Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s