Ih, ih, vamuinvadi!!!

Depois dos posts que publiquei nos últimos dias, alguns amigos vieram me perguntar o que eu tenho contra a Dilma. E fui claro: tudo! Mas o que poucos desses amigos entenderam é que o problema não é pessoal. Pelo menos por enquanto. É apenas uma diferença abissal no modo de perceber o mundo em que vivo e em que pretendo viver no futuro. Nesse caso, o futuro começa no dia 1º de janeiro de 2011.

Como a maioria das pessoas que conheço, gasto um bom dinheiro – boa parte do que ganho – com minha casa. Seja aluguel, a prestação de um financiamento ou fundo de garantia raspado para a quitação de um imóvel, além das contas comuns como condomínio, luz, gaz etc. (taxas e impostos como o IPTU).

Entendo que essa é a lógica do negócio. Bens e serviços têm o seu valor, claro. Mas aí, quando vejo notícias como a que reproduzo abaixo, fico pensando em como sou, no mínimo, um otário (como gostam nosso governador e nosso presidente).

Secretaria de Patrimônio da União defende invasores em vez do Jardim Botânico

RIO – As palmeiras imperiais símbolo do Jardim Botânico começaram oficialmente a pertencer ao quintal de centenas de casas localizadas no território de uma das mais antigas instituições do Brasil, o Jardim Botânico, conforme mostra reportagem de Isabel de Araujo e Jacqueline Costa, publicada na edição desta quinta-feira do GLOBO. A Secretaria de Patrimônio da União (SPU), que deveria defender os bens de interesse federal, trocou de lado e passou a defender interesses privados. Numa decisão polêmica, a superintendente da SPU no Rio, Marina Esteves, solicitou ao advogado da União Cláudio Panoeiro a suspensão de um mandado de reintegração de posse expedido pela Justiça em favor do governo federal – abrindo mão, na prática, de um imóvel erguido dentro do parque. No documento ao qual O GLOBO teve acesso, a SPU reconhece o direito do atual ocupante à moradia e explica que está sendo feito um cadastramento com o objetivo de dar títulos de posse a famílias que vivem nos limites do terreno da União.

Na prática, a solicitação feita em 20 de julho abre caminho para a privatização de mais imóveis pertencentes à União. Na Comunidade do Horto, onde a regularização fundiária está sendo feita em parceria com a UFRJ, vivem hoje cerca de mil pessoas, em núcleos conhecidos como Caxinguelê, Margarida, Grotão, Horto Florestal e Solar da Imperatriz. Há casas erguidas até mesmo na área de visitação do parque. Um relatório da SPU de 2005 informa que, em 1975, estavam cadastradas 377 famílias e, em 1995, 589 (último número disponível).

No seu pedido, a superintendente da SPU considera que o morador Aleci José de Oliveira está habilitado a ocupar a casa na Rua Pacheco Leão 1.235, que antes pertencia a Carlos Escazo. Aleci, no entender da SPU, tem direito a permanecer ali – onde está há mais de cinco anos – porque não tem outra casa e tem renda inferior a cinco salários-mínimos. Marina Esteves não foi encontrada para comentar a sua solicitação. Já Panoeiro, coordenador de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa da Advocacia Geral da União (AGU), informou que uma câmara conciliatória precisará ser criada para resolver definitivamente a questão – que põe em lados opostos o Ministério do Planejamento (órgão ao qual a SPU é vinculada) e o Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro (IBRJ).

Segundo o advogado da União, desde 1987 o extinto IBDF, o Ibama e, mais recentemente, a AGU defendem em juízo o interesse da União em recuperar a posse plena do parque, irregularmente ocupado.

– Houve sentenças judiciais reconhecendo a posse da União. Trata-se de uma escolha (execução) difícil, pois coloca em confronto a proteção ao meio ambiente, o direito à moradia e a relevância histórico-cultural do próprio Jardim Botânico para a cidade do Rio – disse Panoeiro.

Isabel de Araujo e Jacqueline Costa
Fonte: O Globo

*A reportagem, na íntegra, está disponível em O Globo digital somente para assinantes.

Como podem ver, a área é patrimônio da União que, neste governo, estão à disposição – sem qualquer problema – de qualquer um que se identifique como pobre (mesmo que não seja) e/ou integrante de um movimento social qualquer (mesmo os marginais apenas disfarçados). Vide a estranha e nada saudável relação com o MST.

Então, gostaria de avisar amigos e familiares, que a partir de hoje estou em busca de um terreno qualquer – em área nobre da cidade – que eu possa invadir e para onde possa puxar um gato de água e eletricidade. E ai de quem tentar me tirar de lá, porque eu vou chamar o Lula e sua candidata para me defender.

Anúncios

12 comentários em “Ih, ih, vamuinvadi!!!

  1. Pretty nice post. I just stumbled upon your blog and wanted to say that I’ve truly enjoyed surfing around your blog posts. In any case I will be subscribing to your feed and I hope you write again soon!

    Curtir

  2. Hello my friend! I want to say that this post is awesome, nice written and include approximately all important infos. I’d like to see more posts like this .

    Curtir

  3. I do not even know how I ended up here, but I thought this post was great. I don’t know who you are but certainly you are going to a famous blogger if you are not already 😉 Cheers!

    Curtir

  4. Essa questão da invasão da área destinada ao Jardim Botânico tem uma história. Foram desmandos, irresponsabilidades, favorecimentos ilegais acumulados. especialmente até 1995.
    Hoje trata-se de uma questão que está afeta ao PODER JUDICIÁRIO.
    Ajudaria bastante também se a comunidade científica e a cidadania em geral , que tem consciência do problema, se mobilizasse e unida pressionasse através da imprensa, abaixo-assinados, manifestações exigindo a defesa da área preservada para o Jardim Botânico.
    Trata-se de um bem público de interesse comum , não passível de apropriação por interesses individuais.
    Seria também interessante abrir inquérito para saber quem autorizou ou fez vista grossa para essas invasões.
    Também é importante que estejamos atentos a como está sendo feita a fiscalização da área presentemente.
    Se os cidadãos não se mobilizarem e ficarem atentos o problema vai se agravar.
    O problema da corrupção no Brasil é amplérrimo e só o combate cidadão poderá resolvê-lo.
    A corrupção é generalizada e existe porque há cidadãos são corruptos e corruptores.Cabe a cidadania reagir, se mobilizar e organizar e defender os seus interesses.

    Curtir

  5. Um relatório da SPU de 2005 informa que, em 1975, estavam cadastradas 377 famílias e, em 1995, 589 (último número disponível).

    em 1975, o governo era de direita?
    e em 1995??

    e agora a culpa é da esquerda brasileira?

    Curtir

    1. Olá Paulo, obrigado pela visita.

      Antes, discutir direita e esquerda hoje no Brasil, com a eleição e os candidatos que se apresentam, é um tanto incoerente. Até míope.

      Depois, muito obrigado pelas informações que eu não conhecia.

      Por fim, é claro que todos os problemas do Brasil não foram causados pelo governo atual. No entanto, é uma vergonha que o governo atual (e não tem jeito, se ele tem o poder de mudar as coisas, é a vidraça da hora) que resolva se mexer não para retirar a turma de lá, mas para oficializar a favela. Ou seja, apenas mais uma fotografia (das muitas que foram batidas nos últimos oito anos) da relação estapafúrdia do governo atual com situações desse tipo.

      Curtir

    2. Em 1975, o governo não era de direita, era uma ditadura militar. Os políticos que estavam colados neles, tirando os que morreram e alguns que fundaram o PFL, hoje DEM, estão quase todos com o Lula. Nunca foram de direita, são mesmo oportunistas.
      Em 1995, estava no poder o PSDB, certo? Sociais Democratas são a chamada 3a Via. São uma variante do “socialismo com liberdade”, para usar a expressão do Hugh Heffner socialista Plínio de Arruda Sampaio. Um nonsense só.
      O DEM faz de conta que é de direita ou conservador ou o que quer que seja. Alguns de seus quadros podem ser definidos como verdadeiros conservadores. O resto é oportunista também.
      O verdadeiro pensamento conservador é aquele que está nos escritos de F.A. Hayek, Ludwig Von Mises, Adam Smith etc.
      Hoje em dia, uma boa amostra do que é o verdadeiro conservadorismo é a Heritage Foundation – http://www.heritage.org.
      Por alguma estranha coincidência, TODOS os escritos conservadores de verdade defendem a total liberdade econômica e a total liberdade de expressão unidas como o único caminho viável para que uma nação democrática prospere. E a história já provou isso inúmeras vezes.
      A esquerda, também cohecida como progressista, possui duas vertentes principais:
      1.os marxistas/leninistas e assemelhados (caso do PT), cujos governos coletivistas que inspira levam inariavelmente os países onde se instalam à falência, carestia através da planificação e intervencionismo e usam a ditadura para manter o status quo.
      2. os socilistas fabianos/social-democratas, intervêm na economia e distribuem benesses socias quase tanto quanto os coletivistas e também acabam levando seus países à bancarrota. Só levam mais tempo e são contrários à ditadura. Caso de vários países da Europa…
      Falar em Direita e Esquerda no Brasil é piada mesmo. Aqui existe o Partido Único da Conveniência apenas.

      Curtir

  6. O primeiro sinal desta loucura foi a gradual transformação do que era assunto de polícia em assunto de justiça. Há anos a polícia já não se mete mais em assuntos de terra. A esquerda adora um corpo, e não hesitam em colocar crianças como escudos humanos nos acampamentos do MST. Recentemente, vimos emergir o segundo passo: propostas em discussão que têm por objetivo substituir a justiça por uma “comissão” composta por membros dos próprios movimentos sociais para decidir sobre os casos de invasão.

    Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s