Abstinência

Já estamos há mais de 24 horas sem Copa. E a síndrome de abstinência é grave. Mas vai passar, claro. Depois de amanhã, a bola já volta a rolar no campeonato mais importante da Terra Brasilis.

Já faz mais de 24 horas que a Espanha se tornou a oitava campeã do mundo e é impressionante como não consegui ler nada muito diferente em todas as colunas e blogs que visitei: o título da Fúria é a redenção do futebol. Hummmm…

É inegável que o combinado Barcelona/resto da Espanha jogou o futebol mais bonito do torneio, mas aprendi a não gostar de unanimidades, nem de exageros. Então, vou partes.

Esta foi a copa de melhor nível técnico em várias edições. Arriscaria dizer que desde 86. Mas para aceitar isso, é preciso entender que, se é difícil reunir 24 boas seleções, 32 participantes é dose. Ou seja, a Copa mesmo só começa na segunda fase. E mesmo assim, dependendo dos cruzamentos, corremos o risco de assistir partidas como Paraguai e Japão. E esta foi a Copa com mais bons times, com confrontos mais equilibrados, nas fases decisivas.

Entre todos os bons times que chegaram às quartas de final, a Holanda foi a mais eficiente, mesmo sem jogar um futebol da mesma qualidade de espanhóis, alemães e argentinos, que se mataram na outra chave. Mesmo assim, não foi fácil passar por brasileiros e uruguaios. E pela excelente campanha desde as eliminatórias, sua atuação na final foi, mais que uma decepção, uma vergonha.

Enquanto isso, La Roja tocava, tocava, tocava e ganhava de 1 a 0. E seguia adiante. Meu problema com os novos campeões é a sua incapacidade de transformar o capricho, a técnica e o domínio que impõem aos adversários em gols. É claro que não espero que qualquer grande time vença todos os jogos – ninguém é imbatível, afinal -, muito menos por goleada. Vale dizer que a melhor partida dos campeões foi contra a Alemanha, que não conseguiu andar em campo, totalmente dominada. Mas tudo o que é demais, nesse caso, de menos, cansa.

O que a Espanha faz, com excelência, é praticar o que muitos outros grandes times fazem ou fizeram ao longo da história do futebol. Mantém a posse de bola e a fazem rodar, cansando adversários em busca de uma brecha para penetrar e decidir partidas. Só que, ao contrario de Parreira e – parece – Del Bosque, Xavi e toda sua trupe, não acredito que o gol seja apenas um detalhe.

A Espanha é, com justiça, a campeã mundial. Dos onze, apenas três pontos fracos: a lateral esquerda e a dupla de ataque.

Então, não. E até porque não foi a única a praticar um bom futebol, a Espanha não é – definitivamente – a redenção do futebol. Mas certamente pode ajudar dirigentes, técnicos e torcedores míopes ou cegos a entender que a discussão futebol bonito X futebol de resultados não faz sentido. Porque os espanhóis jogaram lindamente e venceram. Só faltaram os gols, muitos gols.

•••

Sobre a partida de ontem, em muitos momentos deu-se a impressão que as duas seleções não estavam preparadas para vencer. Alguns gols perdidos pelos dois times, especialmente Villa e Robben, foram absurdos. No Twitter e no Facebook, cheguei a perguntar se – em caso de decisão por pênaltis – alguém conseguiria mandar a bola para as redes. Sobre a atuação do careca inglês, prefiro não fazer comentários. Mas se fosse sério, a Holanda terminaria a partida com menos dois ou três jogadores.

•••

Que jogaço de despedida fizeram Alemanha e Uruguai e que pena a bola na trave de Forlan no último segundo. Seria excelente esticar a partida por mais 30 minutos.

•••

Forlan como o melhor da Copa é mais do que justo. Carregou o time nas costas e, sem ele, a Celeste não iria tão longe.

•••

Grandes jogos, grandes times, dramas, polêmicas… O que mais se pode esperar de uma Copa? Que 2014 chegue logo.

Anúncios

3 comentários em “Abstinência

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s