Pessoas erradas nos lugares errados

Imaginem uma grande empresa, multinacional, que presta serviços para empresas maiores ainda.

É claro, atualizada com as melhores práticas de gestão de pessoas, investe na comunicação com seus funcionários, onde quer que eles estejam. Louvável se não fosse trágico. Porque, ao invés de profissionais de comunicação, uma psicóloga é a responsável pelo negócio.

Infelizmente, ainda há em grande parte das empresas – de qualquer porte, é bom que se diga – uma visão de que comunicação interna é trabalho da área de RH. Pode até ser, tudo bem, há argumentos a favor. O problema é que psicólogos, assistentes sociais, administradores e afins não têm o preparo necessário para fazer comunicação.

Problemas? Aos milhares. No exemplo que me foi apresentado, foi reproduzida a imagem do mascote da Copa do Mundo da África do Sul. Simples assim, sem qualquer cuidado com direitos autorais ou de reprodução. Porque a profissional responsável não sabia que usar imagem de propriedade dos outros é proibido.

Ainda haverá alguém para dizer que ‘é só comunicação interna, ninguém vai ver, qual o problema?’. O problema é que não trabalho nessa empresa e vi. Quantos mais? E aí, a sua empresa fica vulnerável por causa de uma besteira.

E esse tipo de coisa e muitos outros tipos de coisa vão continuar acontecendo enquanto houver empresas que acham que comunicação é só escrever qualquer coisa, colocar aquela cor, usar aquele bonequinho, cola no mural e manda por e-mail, e pronto. Vamos longe assim, né não?

Anúncios

2 comentários em “Pessoas erradas nos lugares errados

  1. Eu conheço uma outra multinacional onde uma parte importante da comunicação interna está na mão do 2º psicólogo, após ser um apêndice mandado por uma assistente social gerenciada por outra.
    .
    Mas, cá entre nós: quem foi que disse que os baxaréis – é, com “x” mesmo – em comunicação brasileiros são melhores que isso?
    .
    Veja o caso dos jornalistas, por exemplo – Atualmente, eles se acham imbuídos de uma missão transformadora, para mudar o mundo, pois um outro “melhor é possível” e são capazes (não, são ensinados na faculdade) a subverter a notícia em favor da ideologia. A informação é só um detalhe.

    Curtir

    1. Isso que você falou não é verdade, não generalize. Não acho que para trabalhar com comunicação empresarial baste ser um jornalista ou um publicitário ou seja lá o que for. Pelo contrário, há que se especializar. O problema é que se não há nem formação, o que dizer da pós, mestrado, doutorado etc etc etc.

      Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s