A vingança da Vênus

É meus amigos, tenho contatos do além, acreditem. Acabei de receber a história abaixo. Não sei se é verdade, mas a fonte é boa, tem visão privilegiada (em que pese seu caráter duvidoso). Apesar de ter se estabelecido na América do Norte e no Caribe, quem me garante que Edward Teach (ou Barba Negra, se você preferir) não esteja ancorado nas proximidades do Cabo da Boa Esperança para assistir à Copa?

Apesar de não estar entre nós desde 1.718, parece que está atualizado, pois sua a boa história que me enviou chegou por e-mail. Uma história que combina com algo que já tinha dito aqui, uma espécie de pulga atrás da orelha sobre uma possível retaliação pela perda de alguns privilégios.

Se o Dunga realmente fez o que está relatado abaixo, fez bem.

Mesmo assim, continuo achando que isso não lhe dá o direito de ser grosseiro com ninguém, qualquer um. Nem lhe exime das responsabilidades, protocolos e eventuais liturgias do cargo que ocupa.

Segunda feira, véspera do jogo de estréia da seleção brasileira contra a Coréia do Norte, por volta de 11 horas da manhã, hora local na África do Sul.

Eis que de repente, aportam na entrada da concentração do Brasil, dona Fátima Bernardes, toda-poderosa Primeira Dama do jornalismo televisivo, acompanhada do repórter Tino Marcos e mais uma equipe completa de filmagem, iluminação etc.

Indagada pelo chefe de segurança do que se tratava, a esposa do poderoso William Bonner sentenciou: “Estamos aqui para fazer uma reportagem exclusiva para a TV Globo, com o treinador e alguns jogadores…”.

Comunicado do fato, o técnico Dunga, PESSOALMENTE dirigiu-se ao portão e após ouvir da Sra. Fátima o mesmo blá-blá-blá, foi incisivo, curto e grosso, como convém a uma pessoa da sua formação:

“Me desculpe, minha senhora, mas aqui não tem essa de ‘reportagem exclusiva’ para a rede Globo. Ou a gente fala pra todas as emissoras de TV ou não fala pra nenhuma…”.

“Mas… – prosseguiu dona Fátima – esse acordo foi feito ontem entre o Renato (Maurício Prado, chefe de redação de esportes de O Globo) e o Presidente Ricardo Teixeira. Tenho autorização para realizar a matéria”.

Dunga: “Não tem autorização nem meia autorização, aqui nesse espaço eu é que resolvo o que é melhor para a minha equipe. E com licença que eu tenho mais o que fazer. E pode mandar dizer pro Ricardo (Teixeira) que se ele quer insistir com isso, eu entrego o cargo agora mesmo!”.

Anúncios

2 comentários em “A vingança da Vênus

  1. Ai eu te pergunto, cadê o assessor de imprensa dessa seleção? Ou além de capitão do time, Dunga também é assessor? Não acredito nem um pouco nessa história, visto a forma como Dunga vem tratando a imprensa.

    Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s