Como se não bastasse o Irã e a Coréia do Norte

Será que depois de um dia como hoje, ainda haverá gente por aqui achando que tudo em Israel é ótimo, que tudo o que faz é em legítima defesa, que se o mundo ocidental (capitaneado por EUA e Inglaterra) apóia é porque está certo, que terroristas são apenas mulçumanos e esse tipo de besteira?

Será que ninguém vai propor qualquer penalidade ao terrorismo de estado praticado por Israel? Será que ninguém vai fazer nada contra esses caras que posam de pobres coitados da humanidade há 60 anos?

Anúncios

10 comentários em “Como se não bastasse o Irã e a Coréia do Norte

  1. Veja os vídeos da abordagem e tire suas conclusões sobre os pacifistas. Como você reage se é abordado em uma blitz?

    Curtir

  2. Polemizando: curioso é que a cineasta brasileira que está (ou estava) detida, ao dar entrevista por telefone – os Israelenses são mesmo maus, permitem que os detidos dêem entrevista por telefone – falou que sabia que o comboio seria abordado, mas que eles (os ativistas) não esperavam que fosse tão cedo.

    Quem sabe os riscos e mesmo assim provoca um encontro não-casual com uma tropa militar não pode esperar mesmo que vá ser abordado com beijos e carinhos. E se você vê um soldado armado com um fuzil e parte para cima dele brandindo um bastão ou uma faca deve estar sonhando com um figurino tipo peneira, no mínimo. E ela disse que os soldados maus ainda mandaram todas as mulheres saírem do convés. Se fosse um ataque terrorista – BUM! – mulheres, crianças, quem quer que estivesse no alcance da bomba cairia. Sem aviso e por Alá, que a causa é nobre, né?

    Porque os ativistas receberam os soldados com canivetes e porretadas? Porque havia ativistas com crianças num navio cuja intenção dos ocupantes era provocar, furar um bloqueio, ou seja, meter-se em uma situação perigosa? Quem usa escudo humano é covarde? Essas pessoas insanas estavam loucas para que isso acontecesse, exatamente para que você e o mundo tivessem a reação que tiveram.

    Mais ou menos a mesma coisa que o babaca do Zelaya e seus asseclas queriam entrando sorrateiramente em Honduras: cooptar o mundo a favor da sua causa. Sorte do Zelaya que o Mossad e o exército de Israel não ficam em Honduras.

    Lula, que é um “grande” pacifista e um exemplo de estadista defensor dos direitos humanos, foi ao Irã encontrar o Ahmadinejad cinco dias depois dele ter mandado matar outras cinco pessoas que cometeram o crime de protestar contra a fraude eleitoral do Irã. Já sabemos do lado de quem o governo do Brasil está. Azar o nosso.

    Aliás, não custa lembrar também que a “causa” e objetivo final defendidos pelo apedeuta e sua candidata, desde a primeira implmentação, em 1917, já foi responsável pela morte de mais de 100 milhões de pessoas. Agora eles estão dando as mãos com a “causa” do Jihad. Azar o nosso de novo.

    Só não faça, por favor, o papel naif de esperar que, quem quer que seja que tenha real noção do que seja viver em liberdade, aceitar passivamente que ela seja destruída. Por terroristas, pela mídia ou por outros governos.

    Não há inocentes nessa história.

    Abraços.

    Curtir

    1. É claro que não há inocentes, nem nessa nem em outras histórias. Mas uma força de estado, preparado como é o exército israelense, não pode fazer aquilo. A força utilizada sempre será desproporcional, mesmo contra facas e bastões. Então, o que aconteceu é terror de estado sim.

      E você sabe que os ‘presos’ só falaram por telefone com familiares e, agora, foram enviados para a Jordânia por conta da pressão que Israel sofreu.

      A outra coisa é que sempre, sempre, sempre serei contra qualquer tipo de bloqueio econômico ou político.

      Mais: não acho que Israel tenha direito de fazer o que faz, não acho que seja o dono legítimo daquela terra, não acho que o estado de Israel, da maneira que nasceu, numa canetada, possa dar certo.

      Então, vão passar os anos, décadas, séculos e, do jeito que as crianças são educadas de um lado e de outro dessa briga imbecil, o radicalismo só tende a aumentar e aumentar e aumentar.

      E numa briga em que ninguém está absolutamente certo ou errado, continuaremos discutindo o sexo dos anjos enquanto nos horrorizamos com os atos de barbárie.

      Curtir

      1. Então, se o ladrao te ataca com um porrete disposto a esmagar seus miolos e você tem um revólver, você não atira porque é força desproporcional? Francamente.
        .
        Deixa eu ver se entendi: Israel é informado de que um comboio cheio de ativistas “da paz” vai furar o bloqueio e levar “ajuda humanitária” para Gaza. Ai, para não usar “força desproporcional”, uma comitiva de embixadores desarmados é mandad para investigar e solicitar gentilmente que o navio dê meia volta. Seriam recebidos da mesma maneira… Fala sério. Já ouviu falar de guerra assimétrica? Essa é a tática do terrorismo e agitadores violentos. Quando a reação vem, é sempre “desproporcional”, coitadinhos.
        .
        Quando os sem terra vem com enxadas e porretes (e algo mais) invadir propriedade privada, não pode chamar a polícia, porque a reação é desproporcional, né, coitadinhos?
        .
        A FFAA de Israel deviam estar com intenções de afundar os navios e assassinar friamente todo mundo mesmo, inclusive tomando o cuidado de filmar a ação.

        Curtir

        1. Por partes: se alguém vem assaltar com um porrete disposto a esmagar meus miolos e eu tenho um revólver, eu atiro, é claro. Mas eu não sou preparado à exaustão para enfrentar situações de conflitos em qualquer nível como os soldados de Israel.

          Outra parte: furar o bloqueio para Gaza é algo que muita gente no mundo inteiro tenta há muito tempo (e alguns conseguem), fora do eixo EUA / Inglaterra / Itália etc. Inclusive a ONU, que negocia há tempos e não consegue nada. Mas quem deu a Israel o direito de bloquear o acesso a Gaza?

          Você está esquecendo que essa merda toda acontece há tempos porque há 60 anos inventaram um país que não existia, na base da caneta.

          A situação é tão louca que muita gente competente é incapaz de dizer quem está certo e quem está errado.

          Agora, você não vai me convencer que Israel agiu certo. Não é porque há terroristas em Gaza ou qualquer outro lugar que eu posso ser terrorista também, principalmente como representação de um estado de direito.

          E comparar um comboio como o que foi atacado aos movimentos de guerrilha como o MST (é nisso que ele se transformou, em boa parte) é coisa de maluco.

          Curtir

  3. Nao quero polemizar. Mas cabe uma pergunta, se o comboio era de ajuda humanitária, por que não aceitaram a proposta de Israel para que a carga fosse inspecionada nos potos israelistas antes de chegar a faixa de Gaza?

    Israel nao agiu certo, mas ta pouco agiram certo os manifestantes.

    Curtir

    1. Sem polêmica, apenas esclarecendo: porque Israel cansou de dizer que não deixaria entrar qualquer tipo de ajuda, inclusive com ameaças.

      E apesar de parecer absolutamente discriminatória a minha última frase, no post, é lógico que estou me referindo ao governo de Israel, que se aproveita da imagem de vítimas eternas para cometer essa e outras atrocidades.

      E é claro que isso não livra qualquer radical, de qualquer etnia ou qualquer religião, de suas responsabilidades nesse conflito que a cada dia parece mais fadado à eternidade.

      Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s